31 / 01 / 2017
CREMERJ recebe representantes da Vigilância em Saúde

O presidente do CREMERJ, Pablo Vazquez, recebeu representantes da área de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro, nessa terça-feira, 24, para debate sobre possíveis ações para qualificação da emissão e do preenchimento de declarações de óbitos (DO), além da futura implantação do Serviço de Verificação de Óbito (SVO) no Rio de Janeiro.

“Estamos trabalhando pela implantação do SVO. Tenho certeza de que uma grande parcela das pessoas encaminhada ao Instituto Médico Legal (IML), devido à morte por causa natural, poderia ter suas DOs emitidas por meio de uma análise de prontuário, evitando sofrimento para as famílias. Entendemos que ações conjuntas com o CREMERJ poderão ajudar a enfrentar esse problema”, explicou o subsecretário da Vigilância em Saúde, Alexandre Otávio Chieppe, reforçando que o fato ainda prejudica a qualificação da informação.

Durante a reunião, a assessora de Dados Vitais, Angela Cascão, chamou a atenção para a quantidade de certificados por mortes naturais emitidos pelo Instituto Médico Legal (IML): de 139 mil certificados pelo Instituto, 17% são de causas naturais, segundo dados de 2016. A assessora ainda grifou que 50% das principais causas de morte no Rio são por infarto do miocárdio, pneumonia e causa indeterminada. “Do ponto de vista da epidemiologia, vimos que nos falta informação para uma ação de prevenção”, disse Angela.

O subsecretário solicitou ao CRM união para que, por meio de seminários e fóruns, sejam divulgadas notas técnicas para normatizar a questão da emissão das DOs, diminuindo o número de pessoas no IML para, consequentemente, melhorar a informação para ações preventivas. O presidente do CRM concordou em elaborar uma ação conjunta. 

No final do encontro, os representantes da Vigilância em Saúde comprometeram-se em encaminhar ao CRM, relatórios e dados para dar sequência a realização do projeto.

Os representantes do Conselho Serafim Borges, Ana Maria Cabral, Gil Simões, Erika Reis, Renato Graça, Carlos Enaldo de Araújo, Marília de Abreu e Luís Fernando Moraes também compareceram a reunião.