03 / 02 / 2017
CREMERJ abre sindicância no Hospital da Piedade

O CRM abriu sindicância para apurar o fechamento do serviço de pediatria do Hospital Municipal da Piedade, na Zona Norte da capital, que ocorreu na madrugada dessa sexta-feira, 03. A decisão foi tomada após reunião com o presidente do CREMERJ, Nelson Nahon, o conselheiro federal e secretário geral da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), Sidnei Ferreira, o conselheiro Gil Simões, o assessor jurídico Eurico Cavalcanti, e o corpo clínico da unidade.

Cinco crianças foram transferidas durante a madrugada em razão do fechamento do serviço sem o acompanhamento médico e sem que os pais fossem comunicados. Das nove crianças internadas, quatro permaneceram na unidade mediante a negativa dos pais.

O diretor geral do hospital, Sérgio Adeodato, alegou diferentes motivos para o fechamento do serviço, dentre eles a falta de pediatras no fim de semana, que foi refutado pelos documentos que provam a renovação dos contratos. Ele também citou as obras na enfermaria, mas nada disso foi discutido com o corpo clínico da unidade.

“Consideramos essa postura um absurdo, pois os argumentos não justificam os atos desumanos contra essas crianças, que tiveram que ser transferidas de madrugada. Abrimos uma sindicância para apurar os reais motivos e responsabilizar os envolvidos”, disse Nahon, presidente do Conselho.