17 / 03 / 2017
Operadoras não poderão reduzir honorários médicos
Após negociação dos presidentes do CFM, da AMB e da ANS, a agência se comprometeu a não reduzir o reajuste anual dos médicos que não preencherem o questionário do fator de qualidade, cumprindo, assim, a lei 13.003/2014.

A medida foi anunciada pelo presidente do CFM, Carlos Vital, durante o 1º Encontro Nacional dos Conselhos de Medicina, em Brasília, nessa quinta-feira, 16, que afirmou que o não preenchimento do questionário não comprometerá o reajuste dos honorários.

A decisão da Assembleia Geral de Convênios do Rio de Janeiro, ocorrida no dia 8 de março, teve forte pressão para essa conquista.

No Rio de Janeiro, a Comssu do CREMERJ, a Somerj e as sociedades de especialidade, que já haviam se mobilizado para não aceitar a redução do reajuste, vão convocar nova assembleia para o acompanhamento do que foi acordado entre as entidades nacionais e a ANS e para  um balanço das negociações em curso.

Colega, participe do Movimento de Convênios!

Na foto o  presidente do CREMERJ, Nelson Nahon, os diretores Renato Graça e José Ramon Blanco e os conselheiros Márcia Rosa de Araújo, Ricardo Bastos e Sidnei Ferreira.