23 / 08 / 2017
DGH não prevê renovação de temporários dos hospitais federais

Após a protocolação de ação civil pública do CREMERJ e o do Coren-RJ, na última sexta-feira, solicitando a renovação  dos contratos temporários nos hospitais federais, representantes da Frente em Defesa dos Institutos e Hospitais Federais se reuniram, nessa terça-feira, 22, com o diretor do Departamento de Gestão Hospitalar (DGH) do Ministério da Saúde no Rio de Janeiro, Marcus Vinicius Fernandes. 

As entidades e servidores pediram esclarecimentos quanto à reestruturação dos hospitais federais e a renovação dos contratos temporários. Segundo o diretor do DGH, o ministério pretende lançar um novo certame para contratos temporários em regime de urgência e providenciar concursos públicos, mas ainda não há previsão para essas ações. 

O diretor Gil Simões esteve presente, representando o Conselho, e questionou a solução do Ministério da Saúde, dado que um novo edital demoraria meses para suprimir os recursos humanos dos hospitais e a maioria dos contratos já vencem em 31 de agosto. Essa situação poderia causam o fechamento de ainda mais serviços nesse período de hiato.